Projeto Jardinagem ganha novas ramificações em 2020

No ano passado, em função de uma demanda apresentada pelas famílias da nossa comunidade, a Escola Catavento deu início ao Projeto Jardinagem. Depois de passar por algumas etapas, o projeto ganha nova força e nova vida com a professora Julia Panizza. Em 2020, ela seguirá os passos do professor Marcio Jardim e trará novidades para nutrir as descobertas das crianças. “A ideia é seguirmos trabalhando com as questões da agrofloresta, do nosso bioma e as plantas alimentícias, ativando a curiosidade das crianças, para despertar novas trocas”, explica a educadora.  

Ela conta que a ideia é dar continuidade ao trabalho desenvolvido no ano passado. “Vamos abordar os temas da agrofloresta, falar de Plantas Alimentícias Não Convencionais, as PANCs e eu gostaria de trazer mais questões relacionadas à brasilidade. Vamos conversar sobre plantas nativas, que são questões muito ricas e que suscitam muitas descobertas, quando bem trabalhadas com as crianças”, explica. “Queremos observar como as crianças se interessam por estes alimentos que podem ser plantados por elas e ser nutritivos. Com isso, mostramos também importância da Mata Atlântica e trazemos a riqueza do nosso bioma para dentro da Escola”, completa.

Julia em ação, com a turminha do Grupo 1

Sobre a educadora

Julia tem bacharelado e licenciatura em Biologia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (SP). “Sempre tive muito interesse em como lidar com as plantas, a terra, etc. Isso veio ainda mais à tona quando comecei a lecionar”, lembra. Ela conta que – em parceria com o professor Marcio Jardim – desenvolveu um projeto de agrofloresta na escola onde trabalha como professora de Ciências e Biologia para o Ensino Médio e que também já trabalhou com esta abordagem em um Centro Cultural. “Muitos alimentos que consumimos não fazem parte do nosso bioma e manter esta riqueza é importante para o dia a dia, mas também para todo nosso ecossistema”, explica. 

Ela está muito animada para a nova etapa do Projeto Jardinagem. “Crianças são muito curiosas. Quando mostramos questões que não são óbvias para eles, isso gera esta curiosidade e faz o meu dia!”, diz. “É muito gostoso quando eles se interessam, perguntam, tentam entender e contam sobre o que descobriram em casa”, conta. Julia afirma que a Catavento é o lugar para gerar esta curiosidade, fazer boas conversas sobre a nossa relação com a natureza e os alimentos e aprender. “Eu também aprendo muito com as crianças sempre”, conclui.

Leia mais:

Projeto Jardinagem: escola fica mais verde

Projeto Jardinagem na Catavento: relato do Professor Marcio Cesar Jardim 

O que é que tem na sopa da Catavento? Alimentos plantados e colhidos aqui!