Histórico

 

UM POUCO DA NOSSA HISTÓRIA          

2021
Neste ano, retomamos o projeto pedagógico de 2020, com o tema “Criança, arte e movimento“, tendo em vista as limitações para sua realização no ano anterior, em função das medidas de segurança por conta da pandemia de Covid-19.
2021 foi também um ano atípico, que exigiu uma série de adaptações e protocolos sanitários que foram cumpridos. A Escola reabriu para a comunidade, em sistemas de rodízio e formação de grupos de convivência. Para orientar os processos de tomada de decisão relacionados à pandemia, contou com o apoio da consultoria Creche Segura e com a participação da comunidade, em reuniões de escuta e avaliação. O trabalho pedagógico foi realizado nas turminhas e também pelos educadores das atividades regulares (artes, educação ambiental, musicalização, capoeira, recreação, yoga e dança). No final do ano, foi possível realizar – seguindo todos os protocolos – a nossa exposição de artes. Uma atividade especial marcou a despedida do Grupo IV com a semeadura de uma pitangueira em nosso canteiro da porta da Escola. Ao longo do ano, a Escola se engajou na Campanha do Agasalho (como fazemos já tradicionalmente) e na campanha de doação de alimentos para as vítimas da fome.
2020
Em 2020, com o projeto “Criança, arte e movimento“, a Escola integrou a dança de forma mais abrangente, como meio de expressão individual e coletiva. Usamos a dança como uma manifestação de cultura, como forma de expressar a vida e os sentimentos, como modo de sonhar e de brincar com o próprio corpo. 
Fomos surpreendidos pela pandemia de COVID-19 e, em isolamento, realizamos uma série de atividades que marcaram nossa convivência mediada pelas tecnologias. No segundo semestre reabrimos para acolhimento de algumas famílias e seguimos com o trabalho pedagógico remotamente.
2019
A Escola completa 35 anos e escolhe como tema central do seu projeto pedagógico o Folclore, compreendido enquanto instrumento de construção da identidade coletiva.  O trabalho tem início com o apoio do renomado pesquisador Alberto Ikeda. Esta visão sobre o Folclore proporciona também um elo de conexão com o projeto pedagógico transversal, que foca na convivência social centrada na perspectiva da cidadania. No início do ano, a Escola promove uma série de inovações, baseadas na pesquisa de opinião das famílias, realizada em 2018; uma delas, é o projeto “Jardinagem na Catavento”.
2018
Com o título de “Eu nasci aqui”, o trabalho pedagógico da Escola Catavento este ano busca integrar todas as atividades da escola com o objetivo de aprofundar os sentidos de ser brasileiro(a), de modo a apoiar a construção de uma percepção das crianças sobre nossa origem e nossa história. Leia mais.
2017
Projeto Oboré, que em Tupi Guarani quer dizer AMIGO. Este tema norteará nosso trabalho durante o ano para o desenvolvimento de nossos alunos que devem aprender a valorizar a pluralidade do patrimônio sociocultural brasileiro.Com atividades práticas, lúdicas e interativas nossas crianças terão oportunidade de conhecer um pouco da nossa história e das nossas raízes, através da cultura indígena. Um exemplo disso foi nossa visita à Aldeia Krukutu de índios Guarani em Parelheiros. Para a realização deste projeto, contamos com a colaboração do indigenista do Instituto Socioambiental, Isa Marcos Wesley Oliveira.
2016
Projeto Akwaba – Escolha da cultura africana para uma reflexão e intervenção no cotidiano escolar objetivando o combate ao racismo e as discriminações, além de trazer para as nossas crianças o conhecimento de uma África que elas não conhecem, através das belezas e riquezas da cultura africana. Para realizarmos este projeto, contamos com a colaboração do Doutor e professor Acássio Sidney de Almeida Santos.
2015
Projeto Pedagógico escolhido para o ano foi O Mundo encantado do Sítio do Picapau Amarelo inspirado pela literatura de Monteiro Lobato.
2014
Evento de confraternização reunindo equipe, alunos, familiares e ex-alunos no Hotel Eldorado Atibaia em comemoração aos 30 anos de atividades da Escola Catavento.
2009
Encerramento do último ano para o Grupo da Alfabetização (1º ano)
2007
A linha filosófica e o projeto inicial do Catavento foram mantidos, pois traduzem nossa crença sobre a criança e a aprendizagem, como um processo natural e dinâmico. Algumas grades foram incluídas em nosso currículo atendendo as necessidades atuais, como: informática, inglês, yoga e natação.
2006 Adequação do currículo escolar preparando os alunos para ingressarem no novo Ensino Fundamental de 9 anos nos colégios da região a partir do 2º.ano, ou seja, nosso último estágio corresponde ao 1º. ano deste segmento.
2003
Implantação do grupo de alfabetização, ampliando nossa faixa de atendimento por mais um ano. Esta era uma preocupação: como ensinar a ler e a escrever sem perder o caráter lúdico do brincar e da brincadeira tão necessário na educação infantil? Foi garantindo tempos e espaços para o brincar no ambiente escolar que alfabetizamos nossos alunos em contextos ricos e significativos de aprendizagem e desenvolvimento. Sempre acreditamos que o brincar é o jeito mais saudável de exercitar o pensamento e interagir com a realidade. Esta crença é evidenciada pelo pensamento do filósofo Nietzsche que diz “ o máximo de maturidade que um homem pode atingir é quando ele tem a seriedade que têm as crianças quando brincam”.
2000
Aprovação do Regimento Escolar pela Delegacia Regional de Educação – 4, que nos autorizou a funcionar como escola de educação infantil nos termos da Lei 9394/96 que trata das Diretrizes e Bases da Educação Nacional, bem como a homologação do nosso PROJETO PEDAGÓGICO.
1996
Mudança para Rua Caetés, 52, ainda em Perdizes dando continuidade ao nosso trabalho, com a mesma proposta, mesma parceria e sobretudo a mesma determinação que nos acompanha até hoje.
1984
Fundação da Escola Catavento. Iniciamos nossas atividades de Berçário e recreação infantil na Rua Ministro Godoy 488, em Perdizes, num casarão antigo que precisou de uma boa reforma para adaptar-se as necessidades de acolhimento às crianças pequenas, onde permanecemos por doze anos e só saímos quando o imóvel foi solicitado para demolição.


CATAVENTO 38 ANOS

Chegar aos 38 anos de um sonho que só cresce, é perseverar, é tornar realidade aquilo que se pensa, que se ousa, para até mudar o mundo.

A Escola Catavento chegou à marca dos 38 anos de um lindo trabalho com crianças na fase da Educação Infantil. Histórias, memórias, sonhos de crianças realizados.

O olhar sobre a natureza das coisas e a simplicidade da vida, mostram uma trajetória de proposta construtivista, perceptiva à naturalidade do mundo, respeitando a busca individual de cada criança.